Login Usuário Não Logado
Web Content Viewer
Web Content Viewer
Web Content Viewer

Notícias

09/05/2019

Câmeras do Poupatempo guardam histórias emocionantes

As câmeras de monitoramento dos postos Poupatempo, usadas para garantir a qualidade do atendimento aos cidadãos, registram tudo o que acontece o tempo todo em todas as 73 unidades do programa de serviços públicos. São mais de 500 câmeras conectadas à central para auxílio à gestão e segurança. Esta semana, as imagens de um atendimento emocionaram os atendentes e mostraram como as câmeras também registram histórias emocionantes. E que podem ajudar o cidadão.

 

O representante comercial Robson Pereira de Moura foi ao Poupatempo Guaratinguetá com seu cãozinho de estimação para retirar a CNH. Horas depois, ele voltou e perguntou à atendente Ana Carla se seria possível obter as imagens do seu atendimento, pois o seu cachorro, chamado Alonso, havia morrido. Ele desejava guardar como lembrança a última imagem do animal antes de morrer.

 

A atendente, que é técnica veterinária e também tem um cachorro de estimação chamado Thor, percebeu a dor do cidadão e pediu que ele preenchesse uma ficha de manifestação - modelo padrão disponível nos postos para sugestões e críticas. 

 

"Estive no último dia 30 de abril às 16h30 para retirar a CNH no Poupatetempo Guaratinguetá. Na ocasião, estava com meu cachorro no colo que acabou falecendo minutos depois atropelada. Venho através desta solicitar cópia da gravação de vídeo para guardar de lembrança, ou seja, a última lembrança do meu cão antes de falecer".

 

A atendente percebeu as lágrimas do cidadão ao redigir a carta e ficou comovida. Mais tarde, a coordenadora Raissa Fernanda também chorou ao ler o pedido. A mãe dela é protetora de animais e tem sete cães e sete gatos em casa. "Todos ficaram muito comovidos com a história", conta a administradora Simone de Castro Kriguer.

 

Consultada, a superintendência do Poupatempo liberou as imagens. "A missão do Poupatempo é atender o cidadão e ajudá-lo no que for possível, e entendemos que o pedido dele estava ao nosso alcance", explica Simone. "Essa história é um exemplo de como devemos ter sempre empatia e saber nos colocar no lugar do cidadão, demonstrando solidariedade para auxiliar no que ele precisa no momento".

 

Robson estava em um shopping, mais tarde, quando recebeu o telefonema da coordenadora Raissa Fernanda informando que as imagens foram autorizadas e seriam encaminhadas por e-mail. Ela chorou ao ler o pedido do cidadão e mal conseguia dar a ele a notícia. 

 

"Era ela chorando de um lado e eu do outro, e nenhum de nós conseguia falar nada", relembra Robson, que ainda não se recuperou da perda do vira-latas que recolheu das ruas há sete anos. Ele conta como o animal morreu: "Eu cheguei ao sítio em Cunha e, como sempre fazia, soltei o Alonso para ele correr atrás do carro. Era sempre uma festa. Quando estava entrando na garagem, ouvi um grito. Desci do carro e o encontrei caído, atropelado". Ele recolheu o animal e "voou" para o veterinário, mas o cão já chegou morto. 

 

"Todos ficaram muito comovidos com a história, especialmente quando soubemos que o próprio cidadão havia atropelado o cão que tanto amava", conta a gerente Simone de Castro Kriguer. 

 

Robson tem outro vira-latas chamado Afonso. Deficiente (não tem uma pata dianteira), o cão que também foi tirado das ruas há 15 anos tem pouco tempo de vida, segundo o veterinário. "A família já estava se preparando para a perda do Afonso, mas a morte do Alonso foi terrível, abalou a todos", conta Robson. 

"Eu tinha voltado de viagem e o Alonso ficou quase 30 minutos me cheirando e me lambendo de saudades, e fiquei com pena de deixá-lo em casa", contou Robson, explicando porque foi com o animal buscar o documento. O Poupatempo permite a entrada de animais, desde que permaneçam no colo, por respeito aos demais usuários. "O Alonso era como um filho, até dormia na minha cama".

 

A administradora Simone Kriguer diz que nunca teve um cachorro, pois sua mãe não gostava, mas conta que seus filhos, de 10 e 15 anos, sempre quiseram um. "Acho que agora vou realizar o sonho deles, e o nome do cachorro vai ser Alonso".

 

As mais de 500 câmeras de monitoramento dos postos Poupatempo já registraram outras histórias interessantes.

Leia também: Unidade do Poupatempo surpreende mãe e filho com festa e bolo


Vídeos:

Flagrante das câmeras de segurança do Poupatempo Mogi das Cruzes: Cidadão dá salto mortal de satisfação

https://youtu.be/f4UZzhv9S9s

Câmera do Poupatempo Lapa registram aniversário surpresa para garoto que foi tirar o RG

https://www.youtube.com/watch?v=9BEKiYp0yHw

 

Ver mais notícias

Voltar